Google+ Followers

terça-feira, 16 de outubro de 2007

As plantas Curam

A palavra fitoterapia foi criada para designar tradições populares de tratamento, nas quais as plantas medicinais são usadas como medicamento. O uso terapêutico de plantas medicinais ficou restrito à abordagem leiga desde o salto tecnológico da indústria farmacêutica ocorrido nas décadas de 50 e 60.

As plantas medicinais têm sido um importante recurso terapêutico desde os primórdios da Antigüidade até nossos dias. No passado, representavam a principal arma terapêutica conhecida. Em todos os registros sobre médicos famosos da Antigüidade, tais como Hipócrates, Avicena e Paracelso, as plantas medicinais ocupavam lugar de destaque em sua prática.

O reino vegetal, além de ser o maior laboratório de moléculas orgânicas conhecido, é um poderoso laboratório de síntese. Até hoje diversas moléculas com estrutura complexa dependem da síntese biológica, pois a síntese em laboratório não pode ser feita ou é economicamente inviável, como é o caso dos digitálicos, dos esteróides, entre outros.
A origem da fitoterapia é impossível de ser determinada. O uso terapêutico de plantas medicinais é um dos traços mais característicos da espécie humana. É tão antigo quanto o Homo sapiens, e encontrado em praticamente todas as civilizações ou grupos culturais conhecidos.
As plantas medicinais, corretamente empregadas, representam extraordinário auxílio à recuperação. Utilizamos dezenas de plantas consagradas pelo uso.

Infusão: (Usa-se este método para as partes macias das plantas como flor, folhas e frutos). Coloca-se a quantidade de planta, suficiente para o preparo, em um recipiente de vidro, louça, ágata ou inox (evite o alumínio pois este solta partículas microscópicas, que são prejudiciais saúde). Em seguida derrame água fervendo sobre a erva no recipiente e aguarde 10 a 15 minutos. Após este tempo coe o infuso, utilizando-se então a posologia indicada.

Decocção: deve ser empregada para as partes mais duras dos vegetais (raízes, cascas e entrecascas, rizomas e sementes). Coloca-se as ervas, anteriormente lavadas, na água ainda fria. Lava-se ao fogo até a fervura. Deve-se deixar fervendo por um período de 5 a 15 minutos (o tempo vai depender da dureza da parte a extrair). Deixe repousar por 15 minutos em recipiente bem tampado, coando após decorrido este tempo.

Cataplasma: É uma preparação feita com farinha e água, geralmente a quente, com adição ou não de planta triturada. É aplicada sobre a pele da região entre dois panos finos.

Compressa: Preparação de uso tópico geralmente feita com pequenos pedaços de pano ou gaze embebidos em alguma loção, chá, cozimento ou sumo da planta. A compressa é colocada sobre a parte afetada e mantida levemente apertada.

Inalação: É uma preparação que aproveita a ação combinada de vapor de água quente com aroma das drogas voláteis. Coloca-se água fervente sobre porções de droga contida em uma panela de até ½ litro, usada como gerador de vapor. Deve-se aspirar os vapores ritmicamente (pode-se contar até 3 quando se aspira e até 3 quando se expele o ar) durante 15 minutos. O uso de uma cobertura sobre os ombros, a cabeça e a panela aumentam a eficácia do tratamento.

Loção: Este tipo de preparação é usada em banhos e compressas locais para limpeza e tratamento de feridas, coceiras e outras afecções da pele e do couro cabeludo. Coloca-se uma xícara das de chá contendo o infuso ou cozimento, junta-se adicionando-se ¼ de álcool. Agita-se e usa-se localmente.

Lambedor ou xarope: É uma preparação espessada com açúcar e usada geralmente para o tratamento da tosse e bronquite. Junta-se parte do chá ou do cozimento conforme o caso com uma parte de açúcar. Ferve-se a mistura desmanchando o açúcar até atingir o ponto de fio.

Tintura: Preparação feita com álcool ao invés de água. Deixa-se as partes vegetais frescas ou secas, grosseiramente trituradas, mergulhadas em álcool durante 8 a 10 dias. Filtrar e guardar em recipiente escuro ao abrigo da luz.

Vinho medicinal: é um estimulante feito com vinho tinto no qual se deixa em maceração durante 8 dias uma determinada planta ou várias.

Nenhum comentário: