segunda-feira, 30 de março de 2009

A Raposa sem Rabo


Um dia, uma raposa, passeando pela floresta, foi apanhada numa armadilha. Conseguiu escapar mas, para tanto, ali teve que deixar sua linda cauda.
Envergonhada de aparecer em sociedade sem o seu belo ornamento, escondeu-se na floresta e não aparecia para ninguém.
Assim passaram os dias, enquanto ela pensava em como surgir diante das outras raposas...
Veio-lhe então uma idéia: correu para onde estavam as outras
e gritou:
- Olhem-me, queridas amigas!Já não tenho mais o rabo! Felizmente estou livre
daquele horrível penacho!
Vejam como estou mais bonita! Se vocês querem ficar tão bonitas quanto eu,
posso cortar os rabos de todas vocês!
- Irmã raposa - respondeu uma delas, a mais ajuizada - se nós tivéssemos
perdido nossas caudas, estaria você disposta a ver-se livre da sua?

(moral da história)

" A desgraça gosta de companhia"

Nenhum comentário: