Google+ Followers

terça-feira, 6 de novembro de 2007

Mas a vida

“Mas há a Vida”

A Descoberta do Mundo, Rio de Janeiro,
Nova Fronteira, 1984, p. 539

Mas há a vida
que é para ser
intensamente vivida,
há o amor.
Que tem que ser vivido
até a última gota.
Sem nenhum medo.
Não mata.

Nenhum comentário: