Google+ Followers

quarta-feira, 16 de abril de 2008

A Estrada e o Violeiro

Violeiro - Sou violeiro caminhado só,
por uma estrada caminhando só.

Estrada - Sou uma estrada procurando só,
Levar o povo pra cidade só.

Violeiro - Parece um cordão sem ponta
pelo chão desenrolando,
rasgando tudo o que encontra,
a terra de lado a lado.
Estrada de Sul a Norte,
eu, que passo, penso e peço
notícias de toda a sorte,
de dias que eu não alcanço,
de noites que eu desconheço,
de amor, de vida ou de morte.

Estrada - Eu que já corri o mundo,
cavalgando a terra nua,
tenho o peito mais profundo
e a visão maior que a sua.
Muita coisa tenho visto
nos lugares onde eu passo,
mas cantando agora insisto
neste aviso que ora faço:
não existe um só compasso
pra cantar o que eu assisto.

autor:

Sidney Miller.

Nenhum comentário: