Google+ Followers

segunda-feira, 29 de junho de 2009

Texto da metade do seculo XVII


Atribuido ao padre Antônio Vieira, mas provavelmente de
Tomé Pinheiro da Veiga.
Este texto, sobre o Brasil colônia do séc. XVll poderia ter sido escrito para o Brasil de hoje - sem tirar uma virgula sequer!!!

" Conjugam por todos os modos o verbo rapio, porque furtam
por todos os modos da arte.

Tanto que lá chegam, começam a furtar pelo modo indicativo, porque a
primeira informação que pedem aos práticos é que lhes apontem e
mostrem os caminhos por onde podem abarcar tudo.
Furtam pelo modo
infinitivo, porque não tem fim o furtar com o fim do governo , e
sempre lá deixam raízes, em que vão continuando os furtos.

Finalmente, nos mesmos tempos não lhes escapam os imperfeitos,
perfeitos ,plusquam-perfeitos e quaisquer outros, porque furtam,
furtaram, furtavam, furtariam, e haveriam de furtar mais, se mais
houvesse".


Nenhum comentário: