Google+ Followers

segunda-feira, 5 de outubro de 2009

Mistico persa



A rica evolução,num universo cheio de vida,é-nos sugerida pelo místico Rumi.

Morri um mineral e tornei-me planta.
Morri planta e nasci animal.
Morri animal e transformei-me em homem.
Por que devo temer? Quando fui menos por morrer?
Ainda outra vez morrerei como homem, para elevar-me com anjos abençoados; e mesmo de anjo terei de passar. Tudo, exceto Deus perece.
Quando tiver sacrificado minha alma de anjo, eu me tornarei aquilo que nenhuma mente
concebeu.

Rumi místico persa do século XIII

Pergunta nº 604 - Livro dos Espíritos

Por que os animais, mesmos os mais aperfeiçoados, existentes nos mundos superiores, são sempre inferiores aos homens, segue-se que Deus criou seres intelectuais perpetuamente destinados a inferioridade, o que parece em desacordo com a unidade de vistas e de progresso que todas as suas obras revelam.

"Tudo em a natureza se encadeia por elos que ainda não podeis apreeender. Assim as coisas aparentemente mais dispares têm pontos em contacto que o homem, no seu estado atual, nunca chegará a compreender . Por um esforço da inteligência poderá entrevê-los; mas, somente quando essa inteligência estiver no máximo grau de desenvolvimento e liberta dos preconceitos do orgulho e da ignorância, logrará ver claro na obra de Deus. Até lá, suas muitas restritas idéias lhe farão observar as coisas por um mesquinho e acanhado prisma. Sabei não ser possível que Deus se contradiga e que, na natureza, tudo se harmoniza mediante leis gerais, que por nenhum de seus pontos deixam de corresponder á sublime sabedoria do Criador."

Nenhum comentário: