Google+ Followers

segunda-feira, 10 de maio de 2010

A Carroca

Certo dia, meu avô que era um homem muito sábio, convidou-me a dar um paseio pelo campo. Ele parou numa clareira e, depois de um pequeno silêncio, perguntou-me:

"Além do canto dos passáros, você está ouvindo alguma coisa?"

Agucei meus ouvidos e após alguns segundos respondi:

"Estou ouvindo um barrulho de carroça."

"Isso mesmo", disse meu avô, "é uma carroça vazia."

Perguntei então:

"Como podes saber que a carroça está vazia se ainda não a vimos?"

"Ora, é muito fácil saber que a carroça está vazia por causa do barrulho. Quanto mais vazia a carroça; maior é o barrulho que faz!"

Hoje ,já sou um homem adulto e, quando vejo uma pessoa que fala demais, que interrompe as conversas dos outros querendo demostrar que é a dona da verdade, que se acha melhor que as outras, e se porta de forma descortes ou orgulhosa, tratando o seu semelhante com orgulho e/ou pedantismo, tenho a nítida impressão de ouvir meu avô dizendo:

"Quanto mais vazia a carroça, mais barrulho ela faz."

(desconheço a autoria)

(imagem:recantodalidia)

Nenhum comentário: