Google+ Followers

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

O filho o burro e o moleiro

Num belo dia de outono, um moleiro e seu filho saíram do moinho iam levando farinha
para vender na feira da aldeia vizinha.



No caminho, alguns adolescentes começaram a rir deles.

- Que bobos vocês são! Bem poderia a criança montar no burro, em vez de ir a pé num dia tão quente!
O moleiro fez o filho montar no burro e continuou andando a seu lado. Logo chegaram perto de um grupo de idosos e um deles falou:

_ Ninguém mais respeita os idosos! Reparem só! Enquanto uma criança monta no burro, seu velho pai se esfalfa a arrastá-lo !
Ouvindo-o, o moleiro fez descer o filho da garupa do burro e ele próprio montou-o, continuando o caminho.
Chegaram junto a um grupo de mulheres e crianças.
Uma delas exclamou:

- Como pode um homem adulto ir montado num burro e deixar uma criancinha ir a pé!
O moleiro suspendeu o filho e colocou-o em cima do burro. Logo adiante, de outro
grupo surgiu um homem que logo gritou:

- Que malvados! Como podem maltratar assim um burrinho tão pequeno?
Envergonhado, o moleiro amarrou as pernas do burro e carregou-o nas costas, ajudado pelo filho.

Eis que chegam mais moradores da aldeia e riram ás gargalhadas quando viram pai e filho carregando o burro. Riram tanto que o burrinho se assustou, começou a sacudir as pernas, as cordas que as amarravam rebentaram, e ele caiu dentro do rio.

Moral da estória

"Quando se quer agradar a todos , acaba-se não agradando a ninguém."

Nenhum comentário: