Google+ Followers

sexta-feira, 23 de novembro de 2007

Uma Grande Invenção




(as modelos da foto são as minhas filhas:Francine e Gabrielle)

A televisão é um dos mais utilizados objetos eletricos - eletrônicos no mundo. Embora existisse desde 1926, o seu inventor foi John Baird.
O televisor que ele inventou foi construído a partir de uma caixa antiga, uma lâmpada de bicicleta, uma forma para bolos e agulhas de fazer malha,esta invenção teve tanto sucesso,que dez anos depois já haviam sido vendidas,mais de dez mil televisores.
Foi apenas a partir de 1934, quando Vladmir Zworykin, um russo a viver nos EUA, criou o iconoscópio, que surgiram as primeiras aplicações práticas. O iconoscópio permitia decompor uma imagem em milhares de pontos convertidos num sinal modulado.
A televisão tem um papel importantíssimo na sociedade atual, sendo o meio de comunicação de maior impacto junto da opinião pública.
Até ao final da II Guerra Mundial, assistiu-se ainda à era da rádio. A televisão só se expandiu definitivamente na década de 50, com a multiplicação das vendas de aparelhos. Diversificaram-se as produções (que eram ainda todas ao vivo, por imperativo de ordem técnica), aumentando o número de programas transmitidos diariamente e de horas de emissão. A rápida expansão da televisão às mais variadas regiões do planeta provocou, sem uma ruptura aparente, uma verdadeira mutação qualitativa e quantitativa dos meios de comunicação de massas.
A televisão fez-se agente de uma revolução que impôs o audiovisual como uma realidade central da cultura e do quotidiano de larguíssimas camadas da população.
Como veículo de informação e instrumento lúdico, a televisão influencia a vida dos cidadãos, modela-lhes as crenças e os valores. Pelas suas características técnicas, acaba por condicionar o espectador a uma atitude de observação passiva das mensagens que recebe. Ao mesmo tempo, a própria força audiovisual dessas mensagens impõe-se de tal forma que os analistas chamam frequentemente a atenção para os perigos de manipulação que podem advir do contato exclusivo com um meio de comunicação de massas tão imediato e, por isso, tão pouco estimulador da reflexão independente.
Mas, por outro lado, a dimensão informativa e democratizante da televisão no mundo atual não pode deixar de ser reconhecida.
Com a revolução das telecomunicações, ligada à utilização de cabos e satélites, multiplicaram-se as possibilidades de envio de informações à escala mundial.
As populações podem manter-se informadas muito rapidamente, tanto quanto os órgãos de decisão.

(Embora haja muita controvérsia, a maioria das pessoas citam o inventor da TV definida para Zworykin porque ele detém a patente para a tecnologia, que foi arquivado em 1923.

O detentor da patente foi uma empresa chamada Iconoscope).

Um comentário:

shirley disse...

Bacana seu texto porém devo fazer uma correção muito importante na primeira linha vc faz uma afirmação de que hoje em dia não existe uma casa que não tenha televisão.pesquise melhor e reveja essa afirmação ela é muito ampla e sem fundamento,de onde retirou esse dado,porque aqui no vale do Jeqitinhonha por exemplo existe diversas casas que não possuem nem energia eletrica muito menos televisão.E mesmo casas com energia eletrica,podemos encontra varias que não tem televisão.Caso queira confirmar pode nos visitar em Almenara,vale do Jequitinhonha terei imenso prazer em levar o autor deste texto a varias casas que não posssuem televisao.Um abraço Shirley
ribeirocanabrava@yahoo.com.br