Google+ Followers

sábado, 1 de março de 2008

Uso do Dende

O Azeite de Dendê

O negro africano trouxe para o Brasil, o azeite de dendê,que se converteu numa preciosidade da cozinha baiana.
Tem cor alaranjada, sabor forte e um perfume inconfundível.
O dendê chegou ao nosso país há mais de 300 anos,com os escravos africanos e, devagarzinho foi -se fundindo com os ingredientes locais.
O azeite de dendê é feito com a polpa do fruto da palmeira,a
espécie tem origem na Africa,mais exatamente na Guiné de onde vem o nome de dendê. A partir do século XV, quando foi levada para o sudeste da Ásia e Americas,disseminou-se com facilidade através das sementes.
Os frutos nascem em cachos,são inicialmente negros, quando amadurecem ficam com a cor amarelo-alaranjada.
Conhecido há mais de 5 000 anos de acordo com vários registros,o óleo foi processado apenas artesanalmente ao longo dos tempos,somente no século XIX começou a ser produzido comercialmente.
O método tradicional é fácil: ferve-se uma pequena quantidade
de frutos frescos, tritura-se,lava-se ,ferve-se novamente e com o auxilio de uma escumadeira, separa-se o óleo da água.
Por volta de 1865, os europeus, já comercializavam com os africanos e já importavam os frutos frescos do fruto do dendê.
Do dendê se obtêm dois tipos de azeites:
O primeiro é usado na cozinha, o outro mais refinado e extraido da amêndoa do fruto e é destinado a indústria de cosméticos e de alimentos.
Entra como ingrediente na maionese, e na margarina. Durante o século XX com o aumento da procura por margarina, cresceu a procura pelo dendê.
O principal produtor mundial é a Malásia seguida pela Indonésia,no Brasil, os maiores cultivos do dendezeiros, que pode chegar facilmente a altura de 20 metros, estão no Pará, Amazonas e em Salvador.

Nenhum comentário: