Google+ Followers

quarta-feira, 9 de abril de 2008

A Gata Borralheira

Era uma vez uma moça que servia de criada num castelo. De dia , fazia a limpeza
e cozinhava; de noite, dormia com os gatos, ao lado do borralho. Por esta razão,
foi apelidada de "Gata Borralheira."
A dona do castelo e suas filhas, maltratavam a pobre moça, que nada reclamava.
Certo dia, o filho do Rei (príncipe) ofereceu um baile a todas as moças do Reino.
Nesse baile, escolheria aquela com quem se casaria.
A dona do castelo resolveu ir com as suas filhas, pois achava que uma das duas
seria a escolhida. Gata Borralheira também expressou vontade de ir,mas a patroa não permitiu.
E, na noite do baile, quando a patroa e as filhas saíram, com belos vestidos, cobertas de colares ,brincos e pulseiras, a moça chorou muito.
Pensou ela " como eu gostaria de ir ao baile" poder dançar como todas as moças...
ela porém não possuía um único vestido de baile ,nem sapatos ou jóias. Mas de repente, numa nuvem azul, apareceu uma fada madrinha ,que, com a sua varinha de condão, transformou os trapos de Gata Borralheira num lindo vestido de seda, cheio de pedras preciosas,
de uma abóbora ,fez uma carruagem; e, de ratos, cocheiros e lacaios.
Mas...lembrou-lhe que, à meia noite, o encanto acabaria.
Gata Borralheira foi ao baile e dançou a noite com o príncipe ,todos ficaram maravilhados com a linda moça, mas, quando o relógio bateu meia-noite, ela fugiu,
pois sabia que o encanto acabaria, na pressa tropeçou, e perdeu um sapatinho de cristal nas escadarias do palácio.
O príncipe adoeceu de tristeza, pois apaixonara-se pela bela moça. E, dia e noite,
só vivia falando nela; na linda moça com quem dançara por tão pouco tempo e que
encantara a todos.
O Rei vendo a tristeza de seu filho, mandou arautos por todo o reino, anunciando
que o príncipe só se casaria com a moça em cujo pé o sapatinho se ajustasse.
Finalmente, os enviados do rei bateram à porta do castelo onde Gata Borralheira morava. As filhas da megera não conseguiam calçar o sapatinho, pois era menor que
os seus pés. Quando o arauto ia embora, viu Gata Borralheira e a fez experimentar também o sapatinho.
Que maravilha! Cabia justinho no seu pé!
Gata Borralheira foi levada ao Príncipe, que reconheceu nela a moça por quem se apaixonara.
Casaram-se e foram felizes por muitos e muitos anos.

Nenhum comentário: