Google+ Followers

segunda-feira, 8 de junho de 2009

Saliva

Funções Vitais da Saliva



Apesar do elevado teor de água, a saliva não é água, nem funciona só como água. Os três pares maiores de glândulas produzem enzimas, que agem quimicamente sobre os alimentos.
As enzimas, são substâncias que possuem uma ação química especial: cuidam de quebrar as moléculas dos alimentos que fazem parte, da dieta do homem.
A ptialina, é uma enzima contida na saliva, essa enzima é encarregada da 1ª fase da decomposição das substâncias, preparando-as para a digestão.
As glândulas menores produzem o muco,sem ptialina,nnnne por isso não atuam sobre a digestão dos alimentos.
A presença do muco que dá o aspecto ligeiramente viscoso do líquido salivar.Essas unidades microscópicas tem um papel a desempenhar: a lubrificação.
Espalhada sobre os alimentos, a viscosidade da saliva facilita a passagem pelo resto das vias digestivas, favorecendo com isso a deglutição.
Além disso ao umedecer as partículas alimentícias confere ao bolo alimentício a consistência de massa.
Segregada e deglutida , a saliva mantém a limpeza da cavidade bucal; carregando os restos alimentares, bem como detritos inspirados com o ar, para o interior do aparelho digestivo, onde se processa a sua decomposição e eliminação. Contém ainda
um elemento de ação defensiva a 'lisózima', que já na boca aniquila com alguns germes,antes que possam passar para outros setores e prejudicar o organismo.
A produção diária da saliva varia entre um litro e um litro e meio , embora essa secreção aumente quando existe algum alimento na boca , a saliva mesmo durante o sono continua a ser produzida.
Na escala animal , os pássaros, os répteis e os mamíferos praticamente todos os animais terrestres, são dotadas de glândulas salivares. Eles necessitam umedecer os alimentos antes de deglutirem e digerirem.
Os peixes e outros animais aquáticos não possuem glândulas salivares.

Nenhum comentário: