Google+ Followers

terça-feira, 7 de julho de 2009

Nahuatl Classico




As línguas nahuati pertencem a um ramo da família linguísica uto-asteca. Tais línguas possuem muitos dialetos, dentre os quais o nahuati (com cerca de 1 milhão de falantes) o mecayapan, e o pochutta, falados no México, e o pipil, falado em El Salvador e, ainda no sul da Guatemala e no norte de Honduras.
O nahuatl clássico, ou seja, o asteca clássico, sobre o qual versa o desafio de hoje, era a língua falada no Império Asteca que floresceu, entre 1325 e 1522, d.C ; onde atualmente é o Mexico. Hoje consiste no dialeto nahuati falado na cidade do México, que corresponde á cidade de Tenochttlán , fundada pelos astecas.9
Os Astecas usavam a escrita pictórica e a hieroglífica e conheciam a astronomia , a astrologia e a matemática. Seu império muito se expandiu no reino de Montezuma II, entre 1502 e 1520, chegando a abranger 500 cidades e a ter 15 milhões de habitantes.
Contudo a partir de 1519, com a invasão , pelos espanhóis , da região antes dominada pelo império asteca, este entrou em declínio e, em 1522, acabou por sucumbir.
Estima-se que as línguas nahuati chegaram, a ter entre 1,5 milhão e 5 milhões
de falantes, á época da conquista espanhola. Na segunda metade do século XX ,
no entanto, não tinham mais que 700 mil falantes.
Em muitas línguas existentes no mundo, frases inteiras podem ser expressas em uma única palavra , como é o caso no nahuatl clássico. No desafio que se segue, tente dividir cada palavra do nahuatl em termos das suas partes integrantes e, depois, complete o quadro abaixo com as traduções e/ ou verssões que nela faltam.

Desafio:

Nahuatl Clássico

a) nicho:ka
"eu choro"

b) nicho:kani
"eu estou chorando"

c) ankochinih
"Vocês estão dormindo"

d) tikochih
"nós dormimos"

e) kochiya
"Ele dormia"

f)kwi:kas
"Ele cantará"

g)ankohiyah
"Vocês dormiam"

h) nicho:kas
""Eu chorarei"

i) cho:kayah
"Eles choravam"

Obs. Desafio adaptado para o inglês por Tom Payne, com base em Farmer.

Adaptação para o português realizada por Mariza Pimenta-Bueno.

Nenhum comentário: