Google+ Followers

quarta-feira, 20 de agosto de 2008

Abdias

"Comecei com o pé esquerdo meu primeiro dia de professor. Sempre temi o ridículo.
E a tal ponto, que esse temor, forma paroxística de minha timidez, costuma atuar em minha vida como uma bússola negativa, a orientar para o avesso meus atos. Faz-me viver de pé atrás com o mundo, torna-me arredio e suspicaz, quando poderia confiar, ou , em virtude de viva reação, leva-me a ousar e avançar, em circunstâncias que aconselhariam retraimento. Enfim, põe-me fora do centro de gravidade.
E foi precisamente o ridículo (ele me acompanha como um demônio arrimadiço) que me estragou a aula inaugural."

Cyro dos Anjos

Nenhum comentário: