Google+ Followers

terça-feira, 6 de novembro de 2007

James Watt

James Watt nasceu em 1736 na Escócia.
Foi construtor de instrumentos científicos e engenheiro tendo desenvolvido a máquina a vapor.
Educou-se em casa, com a mãe e depois frequentou a escola local para aprender grego, latim e matemática. Gostava muito de passar o seu tempo na oficina do pai, e interessou-se pelos instrumentos de navegação, que eram instrumentos dos mais sofisticados daquela época. Em 1755, Watt foi para Londres, para trabalhar como aprendiz de um fabricante de instrumentos, retorna depois a Glasgow devido a problemas de saúde, onde começa a trabalhar na Universidade.
A sua habilidade permitiu que ele se tornasse construtor de instrumentos científicos na Universidade de Glasgow. Em 1757 abriu uma loja onde fabricava e vendia instrumentos científicos. Casou-se em 1764 com Margaret Miller.
Durante o processo de reparação de um modelo da máquina a vapor de Thomas Newcomen (1663-1729), Watt percebeu que a sua eficiência poderia ser aumentada em muito se fosse instalado um condensador de vapor separado, evitando as perdas de energia verificadas por meio do resfriamento do cilindro para a condensação do vapor.
Em 1769 Watt consegue a patente de sua máquina,em 1773 falece sua esposa,deixando ao seu encargo os seis filhos do casal.
Watt formou uma proveitosa sociedade comercial com Matthew Boulton (1728-1809), industrial em Birmingham, que compra a patente de Watt em 1774, possibilitando o desenvolvimento de suas ideias, e a melhoria da máquina em muitos outros aspectos, aumentando a sua eficiência significativamente. Em 1776 as duas primeiras máquinas a vapor projectadas por Watt são instaladas numa mina. De 1776 a 1781 Watt viaja muito pelo Reino Unido, ajudando a instalar as suas máquinas. Cria a engrenagem central de sistema planetário, que permite à máquina desenvolver o movimento rotativo.
Em 1785 Watt torna-se membro da Royal Society. Completa os aperfeiçoamentos da sua máquina a vapor, a qual veio a receber o seu nome, e que se tornou fundamental para o sucesso da revolução industrial. Muito rapidamente a sua máquina começou a ser utilizada para o bombeamento de água de minas e para o funcionamento de máquinas em moinhos de farinha, fiações e tecelagens e na fabricação de papel. Em 1814 Watt torna-se membro estrangeiro da Academia Francesa de Ciências. Faleceu em 25 de agosto de 1819.
A unidade de potência do Sistema Internacional recebeu seu nome.

Nenhum comentário: